terça-feira, 25 de outubro de 2011

e anjos falam comigo...

Um anjo falou comigo um dia e eu espero conseguir, compartilhar um pouco do que entendi, como uma grande dica:
Venho do centro pós-almoço, numa lotação, quase dormindo e na altura da independência uma senhora senta ao meu lado, sorrio e comento com ela:
_ Que soninho dá na gente essa hora, né?
Ela sorriu e me disse:
_Que cara doce é frágil fizeste ao dizer isso, quando estiver com teu amor repete... (é importante saber ser frágil e acessível)
Eu querendo agradecer ao comentário, sorri e disse o que realmente acredito:
_ São seus olhos, a gente não enxerga o que não tem...
Ao que ela me responde com olhar triste:
_ Quem dera, eu já não enxergo assim há muito tempo...Trabalho com o judiciário e no correr da vida, fui perdendo tanta crença e esperança, fui engolindo tanto lixo, fui me contaminando tanto...A gente não é ostra que consegue nacarar o lixo e transforma-lo a gente não é um tipo de animal que possui dois estômagos, um capaz de reprocessar lixo, a gente vai adoecendo...eu já passei por 10 cirurgias pra retirar os lixos que guardei, e há 10 anos, fiquei tão amarga, com todas as perdas, que desenvolvi uma diabete...Perdi as lentes coloridas, quem me dera ainda pudesse usa-las pra enxergar o mundo mais bonito...
Nisso ela me sorri, levanta e pede pra descer...Muito próximo de onde havia entrado. Não sem antes me dizer: Não te deixa contaminar...Não deixa que a vida te faça mal...
Boa sorte nos dissemos quase em coro.
Tenho certeza era um anjo que veio falar comigo, um anjo que veio me alertar, que não posso deixar de acreditar, que não posso adoecer de descrença, que eu preciso usar o olho bom, por mais clichê pareça, por que toda situação, toda perda e tudo enfim tem algo pra ensinar.
Passei a semana inteira usando o nick: "o photoshop e a política me fazem duvidar de tudo hoje em dia", péssima postura, péssimo pensamento percebi logo após o encontro com meu anjo.
Pela manhã, recebi o telefonema de uma pessoa, que não vejo há mais de ano, e que me ligou pra comunicar a boa vida nova, que longe das drogas está vivendo, o quanto de auto-estima desenvolveu, o quanto está pleno e apto pra recomeçar, essa mesma pessoa me disse: Eu não quero falar mal de ninguém, não preciso me sujar julgando e criticando ninguém, eu estou limpo, eu estou bem, e só isso é o que queria te contar.
Não tenho dúvida, Deus andou me espiando, viu alguns maus pensamentos e julgamentos meus, veio falar comigo hoje, por que assim como eu, não gostou dessa pessoa feia que eu estava quase me tornando, precavida, defensiva, desconfiada, ele usou dois bons anjos, pra me soprar uma música antiga do Lulu Santos de 1982, que me lembrei subitamente e percebi nunca havia prestado a atenção devida: " eu quero crer no amor numa boa e que isso valha pra qualquer pessoa, que realizar a força que tem numa paixão...eu quero um novo começo de era, de gente fina elegante, sincera, com habilidade pra dizer mais sim do que não."

Eu peço luz e força, para que a gente não se contamine, que a gente não crie, nem guarde lixo, que a gente continue capaz de fazer e enxergar o bem...

Boa sorte...

Um comentário:

VAL disse...

Amiga, que importante! Que coisa palpável a contamização.
Obrigada por colocar em teus textos as coisas que são universais e compartilhá-las.
Amor, saúde e beijos!
Val