quarta-feira, 31 de março de 2010

frase do dia...

"Não faz sentido dividir as pessoas em boas e más. Pessoas são apenas encantadoras ou monótonas."

terça-feira, 30 de março de 2010

eles que agora cantam com Deus!



Gostava tanto desse pequeno GRANDE cara, que ontem faria 50 anos, mas que infelizmente saiu mais cedo da festa.
Eu gostaria de dizer: Renato Russo parabéns e muito obrigada por ter vivido e me dado tanta poesia!
O mesmo digo de Cazuza, um dos grandes poetas da música, como dizia Renato Russo: "Cazuza é pra sempre!"
Aqui vai minha homenagem pros dois, que eu espero continuem cantando por aí!

quinta-feira, 25 de março de 2010

Lembranças...

A Carmen me lembra um Drummond lindo nessa tarde cinza:
CONFIDÊNCIA DO ITABIRANO- Carlos Drummond de Andrade

Alguns anos vivi em Itabira.
Principalmente nasci em Itabira.
Por isso sou triste, orgulhoso: de ferro.
Noventa por cento de ferro nas calçadas.
Oitenta por cento de ferro nas almas.
E esse alheamento do que na vida é porosidade e comunicação.
A vontade de amar, que me paralisa o trabalho,
vem de Itabira, de suas noites brancas, sem mulheres e sem horizontes.
E o hábito de sofrer, que tanto me diverte,
é doce herança itabirana.
De Itabira trouxe prendas que ora te ofereço:
este São Benedito do velho santeiro Alfredo Duval;
este couro de anta, estendido no sofá da sala de visitas;
este orgulho, esta cabeça baixa...
Tive ouro, tive gado, tive fazendas.
Hoje sou funcionário público.
Itabira é apenas uma fotografia na parede.
Mas como dói!


Me deu uma vontade danada de mexer nas minhas memórias e descobrir o que me fez minha própria Itabira..

Eu nasci em Itaqui
lá onde a terra é solta
e o rio Uruguai sobe e desce
deve vir de lá minha necessidade de pés descalços
e mãos lambuzadas de barro
essa minha ânsia de pátio e pandorga
e uma sensação de enchente
que vez ou outra me transborda

tenho almofadas de chita
e gosto por árvores, luas e alfajores
que aprendi por lá
tenho vizinhos a quem dou bom dia e pergunto um pouco da vida
restou minha curiosidade infantil e interiorana

nessa cidade grande que escolhi
tenho saudades
de noites, grilos e
cadeiras nas calçadas
como um porto dde calma em mim
tudo misturado com um vento norte
de uma outra cidade que me habita

Estou tão longe, anos luz
felizmente a opinião dos vizinhos
que moldava passos antes
hoje já não me abate
ainda assim o orgulho besta
que aprendi por lá, permanece
como as ruas de pedra, inalterado.
Mas Itaqui, diferente de Itabira
não me dói...
me acalma e me conforta
como café da tarde
Itaqui me reconstrói...

domingo, 21 de março de 2010

Dia mundial da poesia...

como eu era mais poética antigamente, vou catar poesias de antes pra homenagear o dia...
poesia de amor feliz:
um amor qualquer que seja
distante, platônico, impossível
pouco importa sendo amor
sendo luz, sendo alegria
dá beleza, acende os olhos
dá força pro braço, pro abraço
dá ilusão, dá fantasia
dá vontade de crescer
dá suspiros, faz poesia
um amor aumenta o dia
faz a noite iluminar
o amor é sempre grande
sempre forte, o primeiro!
limpa o medo, lava a alma
e refaz a esperança
o amor nos faz criança
nos lambuza, nos adoça
nos faz correr e brincar
tropeçar e cair
e voltar a caminhar...
poucos respiram esses ares
de amor sem rima triste
mas eu que amo igual criança
sei que amor feliz existe!

de amor acabando:
antes deitava
e acordava feliz
fazia poesia
e viva, vibrava

agora me deito
e acordo cansada
o corpo estirado
não faz mais sentido
o beijo... (ah, o beijo)
só une até a boca
a mão faz de tudo
por pura experiência
e o coração torto
só bate impaciência

queria a poesia
a vida vibrando
queria o amor
que noite após noite
vem me abandonando...

de adeus:
eu vou te dar um beijo
e dizer tchau
porque nós somos isso
um beijo na boca partindo
um quase amor, indo embora
um adeus dado ao avião
pra toda e qualquer janela
beijos e tchaus ao vento...

de esperança:
houve um tempo
em que eu infinita
brincava na chuva
sem medo nem gripe
com as bolitas
brilhando nos olhos
fazia arco-íris

de desesperança:
como
joão e maria
nos perdemos

fomos
nos
largando
no caminho

como
se houvesse
um jeito
de voltar

até
percebermos
gastos

que não há

poesia de poesia:
A poesia
É uma espécie
De parto
É preciso despertar o sentimento
Disforme de dentro
Tratá-lo com o cuidado
Que se dedica a um filho
Dar abrigo, uma roupagem nova
O sentimento, dentro, está despido
Parece e sempre é
mais frio lá fora
Combinamos as peças, as cores
Caprichamos no penteado
abrimos a janela
E vai o sentimento
Vestido de palavras
Personalizado e livre
vira voador
e ganha o céu...
por isso lá de longe
contraluz
nem parece mais nos pertencer
tão maior que seu casulo...

Um dia senti que as emoções
nunca cabem inteiras nos poemas que inspiram
como as palavras não cabem nos gemidos
silenciei...

sábado, 20 de março de 2010

MSN,Orkut e outras interpretações imperfeitas...

ooooooi, to sentindo cheiro de sa dade no ar
Ixi, tá com saudade de novo?!!!
Eu nao, boba, t...
Eu, com saudade?
Yes, vi t as m sicas at alizadas no ork t, cara de mensagem cifrada...
Ah tá, bebeu? Só coloquei um Seu Jorge que ouvi ontem de manhã e amei, um Lenine que sempre gostei e que agora encontrei o clip e o Sutilmente que ouvi no bar e como curti catei...bonitas né?
Ahaaaaaaaam,aq ela do seu Jorge eh do David Bowie, sabia..Certeza que eh so isso...
Sim, só isso as ultimas musicas que ouvi e gostei...que medo, tudo sendo interpretado, sempre...coisa mais neurótica essa blogesfera!
Aaaah, tri normal as pessoas falarem por nick, falarem por tabela no Twitter, ficarem se dando letra no facebook e no ork t
Normalidade louca, tu não acha? Ah, se eu tivesse colocado uma musica linda do Teatro Mágico, tu ia se encher de certezas e interpretações imperfeitas...
ok, q al do teatro Mágico, adoro eles...
Cuida de mim! não sei se o nome é esse, mas ficava só aparecendo isso e a voz dele ao fundo, só não postei por isso, a letra é bonita, procura...peraí tenho o link...
Viu que linda? "Pra falar verdade, às vezes minto, tentando ser metade do inteiro que eu sinto."
Aahahah, e ia ficar certa q era mensagem mesmo
Ah, vai sempre parecer mensagem, já viu que todas as músicas sempre falam de amor? ou de saudade? Quase impossível postar alguma que não fale disso...
Pior
E tu? Recaída de novo? Vi as fotos novas há pouco...
Aham, nos encontramos ontem rolo tdo de novo, phoda, acabo de postar la no facebook, um pedacinho dessa ai..."qero mais, qero a paz que me promete , volto atras se voltar atras assim como e " , vo botar no ork t tb
Tu não cansa de acreditar?
Nao, nem sei se isso eh amor, mas na real eh tdo que e tenho...
Pára com isso, é tudo que eu tenho é novela mexicana demais pra mim!
Tpm amiga, saca...
Saco
Saco o que...T nao gosta mesmo dele, ne...
Nada,ele é legal, tu é legal, só acho que já deu o que tinha que dar...parece uma insistência, que vai te magoar, de novo...
E sei...mas, pode que ele nao fique on, nao entre no facebook, nem no msn, e ai d rmo em silencio...e m dia passa...
Se tu deixar, se tu quiser, passa...Nelson Ned lembra? E tudo paaaaassa, tudo paaaaassará e nada fica, nada ficaráaaa.
Ele morre ...
Credo, pra que dizer isso???
Nao sei, to perg ntando...o Nelson Ned...morre ...
Dãaaaaaaa, tu continua com a interrogação estragada, tuas reticências são interrogações, e sem u..putz, tu me confunde assim...a vantagem é que assim teu computador não digita passado...ahahhah
Aham...
Já te disse como acho chato esse aham?
Aham
Viu que perigo é esse negócio???
Q negocio...
Esquece, vou dormir...dorme com os anjos!
Ele entroooooooooooooooooo, sera q vai p xar papo...acho que vo m dar me nick pra...q ero mais, q t acha...
Acho que tu precisa arrumar o teu teclado, assim vai dar M...
Sempre da M
Mas de perto, olho no olho, dá pra arrumar as interpretações equivocadas ao menos...
Aham...vo trocar o nick pra me liga!
Aaiaiaiaai, e eu vou dormir...beijo, fui!

sexta-feira, 19 de março de 2010

Parcão...7 horas da manhã...




Eu sempre quis que meus olhos tirassem fotografia e que a vida tivesse trilha sonora, eu era uma menina e já queria isso, eu virei mulher com a mesma vontade...
Pois hoje quando cheguei ao Parcão logo pela manhã e vi o sol fazer obras de arte por lá...Percebi o quanto estou mais próxima do meu sonho infatil, meu celular tem música e a trilha estava perfeita, meu celular fotografa e lembrei de trazer um pedacinho da manhã, pra compartilhar com vocês...Estava uma delícia!

A trilha começou assim:

quinta-feira, 18 de março de 2010

dos orgulhos

Lendo a Ervilha me encontro nesse parágrafo num texto muito pessoal:
..."Arranquei o orgulho com mãos pouco errantes. Eu que de tudo sempre me sobra um orgulho besta. Foi tão bom cravar neste empecilho e não deixar com que ele se intrometesse."...

Lembrei tão claramente meu pai que não está mais aqui para me olhar, sacudir a cabeça e me compreender dizendo:" Com tanta coisa pra herdar de mim, tu tinha que herdar logo meu orgulho!?
Fico feliz que a minha amiga Ervilha, crave as unhas no orgulho, Deus queira que consiga arrancá-lo e jogá-lo pra bem longe. Orgulho é coisa besta e auto-presevativa...Só assim ela pode deixar a iniciativa comer na sua mão e de tão próxima, virar amiga...

segunda-feira, 15 de março de 2010

real_idade...(inspirada em Mly)

"...quando o sol toca meu sorriso
sei que tenho dezenove anos
e penso que é tudo possível"
Mly


...
na real
quero ter sempre essa idade
que me põe vontade
e brilho nos olhos nas manhãs

quero ter sempre essa idade
ávida por amar de novo
e dar beijos enroscados sem horário

quero ter sempre a esperança acesa
em algum canto da alma
longe dos espelhos e dos desesperos

com a leveza que sobrar
brincarei no pátio
entre primaveras e banhos de chuva
me aquecendo depois no café da tarde

quero todas as noites de lua
e a minha idade inexata
flutuando muito longe dos fusos

a minha real_ idade
é feita desse desejo de mais vida
(que não envelhece)
e da certeza de que sou abençoada
por tudo que já vivi

ao sorrir...rugas são vivas de expressão
me alimento de sorrisos
manhã- tarde e noite...