quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

viajando no azul...

Gostei imensamente dessa descrição do porquê viajar defendida por Amir Klink :
"Um homem precisa viajar.
Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV.
Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu.
Para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor.
Conhecer o frio para desfrutar o calor. E o oposto.
Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto.
Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos,
e não simplesmente como é ou pode ser.
Que nos faz professores e doutores do que não vimos,
quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver”


Eu sempre soube que é preciso ir e ver, sempre senti que viajar é colocar a alma no sol, no vento, é se adonar da própria vida e do próprio prazer, um prazer que se pode adquirir caminhando, voando, navegando, perto ou longe, uma delícia, uma necessidade pra que a alma não mofe.

Tem quem acredite que não é possível ou preciso atravessar o oceano por 13 horas e cair aos pés da Torre Eifel em Paris ou ficar cara a cara com as pinceladas de Van Gogh em Amsterdã, mas lembrando esses dois momentos que vivi, posso garantir, nada poderia ter a mesma intensidade de estar ali,presente, sentindo...
Nem precisa ir tão longe, Picada Café e o Integria, com suas delícias e seu rio também são um prazer imenso.
Piranhas e suas cores, lá no sertão nordestino também são uma delícia a se provar.
O nordeste fora de temporada (melhor e mais barato), a Argentina e seu ar europeu, Rio, Curitiba, tudo tão perto daqui, estou só lembrando de lugares que já visitei e faltam tantos ainda.

Estou aqui pra dizer: VIAJAR É PRECISO!
Teremos sempre as contas diárias que seguirão todo mês , que farão parecer altos os custos das viagens e teremos desculpas, compromissos, obrigações e o receio do desconhecido nos alertando que viajar pode ser uma inconsequência, mas acho sinceramente que uma ou outra "viajada" é permitida e deveria ser obrigatória na vida.
Andei fazendo consultas e sem dúvida dar férias para a cabeça, nunca esteve tão acessível, existem promoções incríveis, pacotes de viagem, cruzeiros, milhões de possibilidades á parcelar sem juros.
Existe um mundo que não conhecemos ainda pronto para ventilar nossas idéias, sacudir nossas certezas, sossegar nosso cansaço e em ultimo caso, nos fazer voltar mais felizes pra casa, por que viajar é um prazer, mas voltar também é!

Contas, me ensinou um amigo, se faz e se paga!

Escolhe teu próximo destino, vai lá e depois me conta tuuudo...ah, fotografa muito para poder sempre voltar ao lembrar!

Boa viagem pra nós!
o azul do São Francisco
o azul da noite de Paris
o azul de San Sebastian
o azul do céu que nos acompanha e protege por todo o caminho.

2 comentários:

Nádia Lopes disse...

Mutito mais azul nos espera por aí!

Clube do Bem disse...

"Eu sempre soube que é preciso ir e ver, sempre senti que viajar é colocar a alma no sol, no vento, é se adonar da própria vida... pra que a alma não mofe." Eu tendo certeza disso, virei viajante!