sexta-feira, 18 de setembro de 2009

um poeminha de antes...uma emoção de agora !

eu aqui, de novo...chorando de mansinho...posso ter um orgulho:

me emociono..ainda me emociono...e quero e toda essa emoção a flor da pele e desisto..e me lambuzo e morro de medo de não ter saída..e saio.
eu..
que ainda danço
ainda quero acertar o passo
ainda quero um par
e um bom companheiro de viagem

eu, ainda e sempre
querendo as mesmas coisas
que a eu adolescente queria
um amor...
pra felicidade ser coisa diária
pra planejar a próxima viagem
pra tirar fotografia
(é estranho pedir pra um estranho te registrar)
um amor
pra segurar a mão
quando alguma grande cena
não couber em palavras
quando um som
mexer além
um alguém pra ficar em silêncio
pra dar gargalhada
pra ser
sem medo
e com roupa de ficar em casa...

Quem de nós dois vai dizer que é impossível o amor acontecer?

Agora...eu aqui sentindo essa emoção gostosa e feliz de ter alguém pra querer, um peito pra descansar e me enroscar...agradeço!

"Erga suas mãos para céu e agradeça se acaso tiver alguém que você gostaria que estivesse sempre com você na rua, na chuva ou numa casinha de sapê"...

Um comentário:

Wania disse...

Que liiindo Nadia...
Fico muito feliz por ti!


Ao teu amor...

Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.(Vinícius de Moraes)


E que dure muito, muito!

Bjs