sábado, 1 de agosto de 2009

Pablo Picasso...

Dizem que Picasso dizia para certas moças quando as encontrava, que já as havia pintado muito antes de conhecê-las, uma inspiração anterior. Partindo de um dos maiores sedutores da história da arte, essa parecia só uma boa "cantada".
Lembro disso por que há pouco encontrei entre uns poeminhas amarelados meus, escritos há mil anos atrás o seguinte:
...me enrosquei nos teus pêlos
tua pele, no teu cheiro
e me aninhei com cuidado
no vão aberto em teu peito...

Assim como me reconheci numa música que ouvia na minha adolescência:
"se eu dia eu chegar
muito estranho
deixa essa água no corpo
lembrar nosso banho
mas se um dia eu chegar
muito louco
deixa essa noite saber
que um dia foi pouco
cuida bem de mim
e então misture tudo
dentro nós..."


Naquela época, eu não tinha esse amor e o conhecimento dessas sensações, não tinha a vivência de paz e intimidade de um banho compartilhado e quanto essa lembrança poderia lavar dores mais adiante, não tinha um peito onde quisesse fazer ninho, eu feito o Picasso, antevia, criava, sonhava esse amor de cuidados...
Inspiração anterior...

Um comentário:

JAIRCLOPES disse...

Sensibilidade a flor da pela. Assim é que eu a vejo. Parabéns pelo blog.