terça-feira, 25 de agosto de 2009

gente-metade

Tenho medo de gente
que se sente metade
pessoas frágeis
meio esgaçadas por dentro
que compulsivas
querem tapar
todos os buracos
emocionais
por onde vazam.

Tenho medo
dessa gente-metade
que aceita de tudo
supondo estar enfim
se complementando
buscam-se
desesperadamente
em bocas e braços
alheios...e
se perdem em si...


Inventam,
falas
personagens
se moldam forjando
encaixe.

Fui metade por anos, sei bem desse surto...

5 comentários:

Martita disse...

Boa Quinta!
EU adoro o primeiro parágrafo. Tento me desencaixar dele há anos, mas sempre falta uma peça. Fico pensando o que vai ser quando encontrar todos os buracos que faltam preencher.
Beijo

Luciane disse...

E eu adoro a Nádia, bem assim, inteira!
Beijo!

Denise disse...

Hum rum
também ja vivi assim

Ainda bem que um dia nos admitimos gente,com buracos e tudo e por vezes vazarão e não ha o que os faça fechar....a não ser agente mesma.

carinho

Fale com ela disse...

Uau!
Ficou muito bom...
Beijo!

marcelo disse...

Gente metade é grudenta, cheios de tentáculos. Todos somos pela metade, difícil é aceitar isso e não esperar complementos.