quarta-feira, 25 de março de 2009

El Sueño de Valentín - Alejandro Agresti



“Ser o grande de alguém pequeno é tarefa que não pode ser repassada”, acho que foi a Diana Corso que falou isso e foi a frase que me invadiu depois de assistir “El sueño de Valentin”, um filme doce, triste e muito lindo, por que mostra o tempo todo, o prisma do pequeno Valentin e o tanto que as palavras, demonstrações de carinho ou não, eram decisivas na sua forma de ver e sentir o mundo.
Valentin mostra uma criança crescendo, aprendendo a ser o que esperam dela, ganhando e perdendo, mostra basicamente como crescer é difícil, como desmonta sonhos e de como é preciso superação.
Então chorei tal qual criança, mas com um desejo de gente grande de pegá-lo pela mão e tirá-lo de lá, desejo de dar colo, consolo, desejo de que nenhuma criança precisasse sofrer.
As crianças e os mais velhos em sofrimento, me comovem ainda mais, os pequenos por que suponho que a dor vai deturpar e nublar a visão, por que vai eliminar a pureza, vai arrebentar com o futuro. Os mais velhos por que a dor, pode eliminar boas lembranças e arrebentar com o passado, que deve ser um tesouro pra quem já viveu bastante.
Mas o filme é do bem e positivo, por que se lá estava a avó do Valentin cheia de ressentimentos e mágoas, ainda mantinha o brilho nos olhos quando lembrava e conseguia compartilhar afeto, também lá estava o Valentin sonhando ser astronauta, em encontrar a mãe ou alguém mais, que fosse uma garantia de amor, já que consciente sabia que a avó envelhecia e deveria deixá-lo pra acompanhar o avô.
Não dá pra subestimar o poder de elaboração de uma criança, a capacidade de antever situações, a clareza que vez ou outra demonstram, não dá pra imaginar que nossos silêncios, palavras, gritos, ironias passem desapercebidos, por isso devemos ser melhores, devemos ser conscientes, coerentes e realmente grandes não só por que ser “o grande de alguém pequeno” é tarefa séria e que não pode ser repassada, mas principalmente por sermos o reflexo e a base desse futuro que nos espia atentamente, enquanto brinca e parece estar no mundo da lua.

5 comentários:

Luciane disse...

Quero muito ver esse filme!!!

fale com ela disse...

Você deixou recado e eu fiquei curiosa! Que bom que tenha gostado e ainda tenha lhe rendido um post. Adoro esse filme. Bem bastante.
Beijo

Nadia lopes disse...

Siiiiiiiiiiiii,Carmen tu me isnpirou e esse filme LU é imperdível!!
Adorei que voces vieram me ler!
beijoooo

marciadig disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Roney disse...

Filme maravilhoso!! O filme que mais chorei e o que mais gostei.