quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

desperta...

Gosto de gente
que me faz repensar certezas
gente que implode/explode
algo em mim
sem volta
mina as estruturas frageis
com as quais me mantenho
gente hidroelétrica
que muda o curso do rio
e gera nova energia
com toda a força
represada e redescoberta
Gente que sem noção do que faz
me refaz
num piscar lento de olhos
num sorriso
num olhar demorado
gosto de gente
que espelha minha antítese
me adultera
no sentido mais adultero da palavra
me faz outra!

Assim como em filmes, livros e músicas
gosto de gente que marca
que mexe
e não me deixa sair ilesa

gosto do enlevo
da sensação que uma parte minha
despertou agora
e
gosto
imensamente
desse despertar...

Um comentário:

marcelo disse...

Bonito isso Nádia! Não queremos sair ilesos não é mesmo? é por aí!!
Mandem me lesar!!