Postagens

ando me espiando, experimentando...e me permitindo...

Imagem
Graças a Alice, fiz uma aula de Palhaçaria, no meio do parque, foi uma libertação linda, ser a palhaca Mimimi no meio da Redenção, gratidão a Rita, a Dulce Nóia que nos transformou naquele sábado...
Depois foi a vez do Psicodrama, que ela já tinha feito e me alertou: "mãe, tu vai amar o psicodrama, é a tua cara"... Como ela costuma acertar muito as indicações que são "a minha cara" , de series da Netflix, a livros, musicas, filmes e tudo mais, lá fui eu numa sessão ...E amei mesmo!

Ontem a proposta parecia muito show - a união de Psicodrama e Palhaçaria e lá fomos nós, e tudo a agradecer a Kim e ao GEP P&PP - Grupo de Estudo e Prática de Psicologia & Palhaçaria e Psicodrama.
Que delícia foi a união de técnicas das duas praticas e o tanto que estar ali pôde desaguar, ajudar na percepção das nossas dificuldades, potentes instrumentos na possibilidade de se expressar e enxergar mais um pouquinho... foi de novo, uma grande experiência, uma possibilidade de des…

conheço mulheres fortes...

Imagem
... não essa força de bíceps, algumas mal conseguem abrir uma garrafa de vinho, ninguém lhes deu esse legado, nem foi espada, aliás bem ao contrário, tiveram todo uma cultura patriarcal lhes sugerindo desde sempre, ser o sexo frágil e a "necessidade" de  ter um par, que lhes desse "sentido e força"... vivendo, minha amigas, se viram sozinhas, e assim descobriram a força que sempre tiveram... Aprenderam, não sem dor,  que em certos momentos  ou a pessoa se fortalece ou se quebra...
             Conheci A: Que se apaixonou e fugiu de casa, rompendo com a família inteira por que não ficava bem se entregar a uma paixão e fazer filhos fora de um casamento formal, mas ela foi e fez e mais tarde foi abandonada com duas outras mulheres, que criou bravamente no meio de uma sociedade hipócrita e machista, que lhe julgou e lhe infelicitou e lhe amargou o tanto que pode, mas ela  nunca se entregou...
Conheci B: veio lá de uma cidade pequena pra outra lhe parecia enorme, se perdia na…

bom de ver de onde toda beleza vem...gratidão, força e luz!

Imagem

deixando de terceirizar...

Imagem
Dia desses estava num grupo terapêutico que frequento e muito aprendo, e uma das pessoas, ao se referir aos motivos que lhe traziam ali, falou dela, dos defeitos que reconhecia, das dificuldades que se autoinfligia, foi um depoimento muito cheio de sentimento e muito intimo, mas acima de tudo, ela em nenhum momento terceirizou a dor ou buscou culpados, terceirizar e culpabilizar é coisa muito fácil de se fazer e muito comum nos humanos e nesse grupo...
o orientador, fez questão de nos fazer enxergar o quão diferencial tinha sido a abordagem e o quanto normalmente, por habito, colocamos nas mãos dos outros nossas infelicidades e felicidades, como se fôssemos sempre uns tipinhos moldáveis...e muitas vezes, nos deixamos ser, mas ainda assim é uma escolha pessoal...

Hoje por pura sincronia recebi esse presente da minha amiga Maria de Lourdes, que normalmente me nutre de boas palavras pra pensar e ser...

                    Bom dia, com uma boa e uma má notícia...
                 A boa notíc…

dos quindins de agora...

Imagem
Meu primeiro amor foi grande e doce,  foi também muito inspirador, me trouxe pra Porto Alegre, onde virei essa turista encantada...a ele, na falta de maiores possibilidades monetárias, dava presentes criativos: sonhos de valsa, bilhetes espalhados pela casa, quindins (que era o doce preferido), melancia gelada, caixinhas e colagens...era bonito, por que éramos bons nisso, fazíamos muita festa, à todo pequeno detalhe que nos tocasse...quando o amor terminou, eu escrevi muita poesia triste, ressentidas, precisei muito tempo pra entender essa dor nova, pra amar de novo e pra conseguir rir e postar essa poesia, ja sem resquício do que a originou... Anos mais tarde, viajamos juntos, pra uma cidade distante, casualmente no mesmo banco de um ônibus de linha, e diante do que ja não éramos, fiz outra poesia... 


ontem o passado sentou ao meu lado sonhei esse encontro por anos o passado e eu cara a cara pra acertar nossas palavras e os silencios que guardamos mas o presente fez vala é assim amor acaba frág…
Imagem
Fui sempre muito precipitada e forçava portas, forçava palavras, forçava minha presença, voltava e insistia quando já haviam claramente se despedido de mim, repetia de novo, de novo, de novo, como um Teletubbies non sense.

Mas isso tudo foi antes, muito antes quando eu ainda voava pelo jardim feito semente, feito pólen, isso foi antes de germinar em lugares dos quais me arrancaram, por ser imprópria, foi antes de nascer e florescer em frestas.
Foi antes de desenvolver minha alma tatu-bola, que também aprendi no jardim, só que já em terra firme.
Onde aprendi, a me fechar aos toques, a rolar nas insensibilidades, a mudar de direção.
Não faço apologia, não é melhor o segundo estágio, ser tatu-bola foi meu ônus, ser semente era puro bônus, voar sem medo e poder germinar é mais gostoso, dar frutos é mais saboroso, virar flor é mais bonito.
Mas vocês devem saber, até Darwin defendia isso, quem sobrevive, não é o mais forte, é quem melhor se adapta, e de alguma forma, virar tatu-…

teses, antiteses ... e o amor

Imagem
Tenho nostalgia dos amores quando acabam, da velhice de mãos dadas que não viverão, das helenas e claras tramadas em tardes quentes que jamais nascerão...
meu ultimo namorado me conquistou, quando me abraçou imenso e disse no meu ouvido : é simples! me inundou dessa vontade de que fosse mesmo, simples, de um jeito que nunca foi...simples, como eu disse ser, em um conselho em poesia que mandei pra um casal em crise:
RIMANDO,RIAM, GOSTANDO,GOZEM,
SE TEM SOLUÇÃO, ARRUMEM, SE VIROU RAIVA, GRITEM, SE ESTÁ DOENDO É VIVO
E
TENDO VIDA
VIVAM !!!!           ...se eu posso dar um conselho
é esse...
não desistam!
vocês chegaram até aqui
e eu sei, o caminho foi longo
com mais risada do que lágrima
mais emoção do que desencanto
vocês juntos fazem rima
tem mais tesão do que tédio
o resto vocês sabem
expectativas frustradas
palavras mal ditas
mágoas engolidas a seco
um de cada lado
no meio
um sentimento doente
acredito que o remédio
é, por hora
aposentar as palavras
usar
olhares
mãos
abraços
silêncio
se, no fundo do fundo
restar vontad…